terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Sobre a idade nova


Ha exatos nove minutos dos 32 anos. O que mudou nestes últimos aniversários? Ainda lembro, ainda sinto a dor, o sal que rolava no rosto no tempo da terapia, na porta dos 30. Minha idade cabalística. Minha meta e meu temor.
E agora os trinta e poucos anos chegaram. Incrivelmente nada dói tanto como há 24 meses atrás. Algumas dores são apenas lembranças. Outras me fortalecem a cada dia. É como na musica: “a cada milagrimas sai um milagre”
A vida tem sido mais mãe do que madrasta. E eu que sou uma insatisfeita contumaz, às vezes vejo meu desejo sendo frustrado. Reclamar do que agora? Se aos 30 meu desespero pelo ideal não atingido era inquestionável, o que posso dizer das tantas vitórias, tantas alegrias e superações dos últimos 2 anos?
Engraçado. Só agora me dei conta. Normalmente os balanços de idade nova revisam os últimos 12 meses. E eu só penso em tudo o que me transformei e construir nos últimos 2 anos da minha vida. Do alto da minha estabilidade financeira, dos salários mais pomposos (mas quase nunca os mais bem investidos) do meu micro circulo de amizade, da maior clareza das minhas neuroses, do rompimento com uma relação viciante e fracassada e da minha nova mania de consumo (info-eletro), preciso reconhecer, não estou nada mal para quem só começou a viver aos 30. E eu tola, morrendo de medo dele. Se soubesse teria feito um atalho a partir dos 15.
Amanha, ou melhor, daqui a pouco, tem que ser especial. Eu quero, eu mereço e vou fazer isso. Alimentarei a alma, o gozo, o coração e ate o estômago. Vou beijar, vou rir, vou me fazer bonita, principalmente pra mim. Isso é um marco, todo dia o é se nos propomos a mudar. E não posso desmerecer o esforço que tenho feito para isso, mesmo que haja dias em que o melhor mesmo é se deixar levar pela maré.
Eu cresci. Ainda cresço. Já dei o start em 2008. E ele será melhor do que o bom e já velho 2007.
Estou chegando lá. Há 32 minutos nos 32 anos.

2 comentários:

Vladir Duarte disse...

Então, viva a tudo isso! Parabéns por tudo, inclusive pelo aniversário. Felicidades e sempre "bola pra frente"... sempre!

Valeu.

EVD - off-life disse...

aniversariar em dezembro é maravilhoso hein...ahuahauhaua...

bom...nao da pra fazer uma retrospectiva,sem comparar com 2007,e...nao dá pra passar um ano sem retrospectiva...o ano passa..a vida passa...é assim msm,se a gente nao aproveitar esse ponto d fim d ano pra ver como a vida anda...a gente segue sem olhar pra tras,e as vezes nao aprende com os erros...

q seu 2009 seja totalmente excelente...e mais ainda...cheio de sol,e alegria...coisa q soh a querida belém tem.

evd