segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Os velhos sonhos continuam no mesmo lugar

E a tarde prometia ser feliz. A iniciei indo ao Castanhiera com o meu filho. Me divertir com ele, rir com ele, me aborreci também. É assim estar ao seu lado: meu amor e minha intolerância são ativadas permanentemente.


Quando dei o start para o passeio da mulher que habita em mim, eis que surgem as ditas sentimentalidades todas. Estava lá sentados a minha frente, no ônibus que demorou horas para passar, uma linda e melosa jovem família. O rapaz um gordo, desengonçado e branquelo chefe de família. Ela, uma ruiva-falsa com raizes de cabelo por pintar. Nos braços dos dois, uma criança de uns seis anos que, como os pais, estava igualmente suada pela clima "aprazível" que Deus nos deu.

Caros, em meio a este cenário quase que dantesco, eu pude ouvir claramente juras de amor entre o casal. Juras, carinhos explicitos e cuidados mútuos ao núcleo familiar....


Estava feito! o mundo só podia querer me sacanear. Justamente no momento em que decido retomar - a duras penas - a minha vida de "avulsa", o cosmo parece querer me sinalisar que meu velho sonho da famíla amada, consisa e harmoniosa com o meu Passado nunca deixou de existir em mim. Está muito claro que não me compadeço de mim mesma porque não estou com o Passado, nem muito menos penso em sair daqui, do meu mega teclado black, correndo para os braços dele. Mas devo admitir, os velhos sonhos de uma família querida e feliz ainda continuam em mim, por mim, para mim e o pior.... acompanhando eles, o medo de ter gastado minha única e derradeira chance de felicidade utópica. que coisa, heim?? minha terapeuta ainda não pode desatar esse nó...


E aquela real e "desglamourada" família me fez pensar em sair correndo ao encontro do meu filho. E ela me fez questionar: qual será o caminho da próxima possibilidade dos velhos sonhos se tornarem reais?
Tomara que ela realmente aconteça. Tentar ainda é um desejo.


"coração quase vazio, apenas velhos sonhos, coisas que você não quis mais. Dizendo serem águas passadas que não voltam aos cais.....Os velhos sonhos continuam no mesmo lugar..."

3 comentários:

Ultra Violet disse...

Te entendo perfeitamente!

Mas acredite, pode parecer utopico, uma fantasia, mas nao deixe de acreditar nos teus velhos sonhos, mesmo que te digam o contrario, mesmo que as coisas nao saiam do lugar. Eh vc que tem que fazer girar o mundo, nao espere por nada, pq ninguem vai te dar. Talvez seja o momento de vc se reconquistar, de vc fazer esta jornada interior, pode ate ser com o inicio deste blog. Vc percebera que tem muito a caminhar, entao querida, comece agora, viva e nao olhe mais para tras, a nao ser para nao cometer os mesmos erros de antes.
Vc vera como pode ir mais longe do que imaginas...

Cin disse...

Adorei a visita e mais ainda o seu blog. Sua maneira de escrever encanta.
Bjos e volte sempre...eu voltarei!

Sentimentalidades-Todas disse...

Ultraviolet!!!!
que bom encotrar ressonância em quem passou por isso e reinvnetou sua história.
Mas ja disse para meus fantasmas: Vou ser feliz e já volto!!!

obrigado pelo comentário