sexta-feira, 23 de julho de 2010

Quase-choro




Quando a alma goza, os olhos quase choram.
E eu engrandeço por ti.
(Se você se pronunciar, eu te calo a boca com um beijo!)

7 comentários:

Poeta del Cielo disse...

Linda declaracao de amor.... forte amor ese que faz sua alma gozar...

Otimo fin de semana
Abracos

Tudo muito lindo no seu blogue

Saludos

Eduardo Trindade disse...

Inúmeros são as manifestações do que sentimos. E o que sentimos é o que faz tudo valer a pena. Parabéns e viva a expressividade das tuas palavras!

gabyshiffer disse...

linda frase e foto
romântico e poêtico
:)
Bom sábado pra vc
Beijos na alma!

Carolina disse...

Taí, gostei e muito!

bjão

Verônica Alencar disse...

Muito Lindo!!!! Gostei do
" Se vc se pronunciar eu te calo a boca com um beijo"

Muitas vezes maninfestar o q se sente tem mais valor do q o motivo q nos levou a tal maninfestação...

beijos!

Julio Cesar disse...

Oi M.,...Fácil?...não.
Fácil?...sim. Ambiguidade para uma mesma pergunta...mas não se trata da mesma pergunta, por isso a reposta é diferente.

Comentar tua frase...e recortar o coment da Veronica...porque manifestar algo que sentimos é um tesouro repartido.

Eu ainda poderia completar que quando os olhos ficam mareados, a alma goza de prazer. Um prazer que é tão forte que quando atinge o corpo, vaza.

Qualquer pronunciamento calado por seu beijo é uma provocação reforçadora... assim os 'mucosos' estão quase largados, entreabertos...em espera...
Não será um susto...nem castigo, tão pouco repreensão...

[soberbo seu sentimento de forma tão poética aqui expresso... em que... as mulheres possuem a capacidade de captar a essencialidade das palavras e sentimentos, sem tomar de uma reducionista vulgaridade.]
beijos
Julio

Lily disse...

"Quando a alma goza"...

Eu sei que a alma faz amor, mas eu ainda não havia prestado atenção ao fato de que ela pode gozar.

Lindo!

Então, minha alma anda gozando tanto, que já vaza até pelos poros.

Beijos!